Cidades do Entorno

Desaparecidas no Sol Nascente teriam sido vistas em igreja em Samambaia

Segundo informações do Corpo de Bombeiros do DF, a mulher grávida e a filha adolescente de 14 anos, que desapareceram na quinta (9/12), foram em uma igreja neste sábado (11/12)

O Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) encerra, neste domingo (12/12), os trabalhos de buscas por uma mulher e uma adolescente, que estão desaparecidas desde quinta-feira (9/12), na região do Sol Nascente. A corporação informou, em nota, que teria recebido relato de que as duas foram vistas em uma igreja em Samambaia no sábado (11/12), e diante dos fatos, suspenderam as atividades de resgate que duraram três dias consecutivos.

De acordo com os bombeiros, a informação de que as duas estavam em um templo religioso foi repassada pela Central de Operações e Comunicações Bombeiro Militar (COCB), no entanto, não se sabe quem acionou o COCB. Com a mudança de cenário, a corporação orientou os familiares das desaparecidas que procurassem a Polícia Civil do Distrito Federal para dar prosseguimento ao caso.

A mãe e filha estão desaparecidas deste quinta-feira (9/12), quando foram vistas indo tomar banho em um córrego situado nas proximidades da chácara Gilearde. O marido da mulher foi quem acionou o socorro ao perceber que as duas estavam demorando muito para retornar para casa. Segundo ele, a esposa, 38 anos, está grávida de 4 meses, e a filha é uma adolescente de 14 anos.

Os trabalhos de busca e resgate iniciaram na quinta-feira (9/12), por volta das 21h49. O primeiro grupo designado para as buscas contou com a ajuda de cães farejadores para seguir pistas que, supostamente, foram deixadas no local do incidente pelas vítimas, como chinelo e guarda-sol. A corporação seguiu até às 1h47 da madrugada de sexta-feira (10/12), mas o trabalho foi interrompido por falta de iluminação e segurança.

As investigações reiniciaram pela manhã, por volta das 9h, com um segundo grupo empenhado que contou com mergulhadores de resgate. Os militares realizaram as buscas ao longo do riacho, seguindo o fluxo normal por cerca de três quilômetros de extensão, vasculhando as margues e o fundo de poços.

No sábado (11/12), os bombeiros seguiram com os trabalhos que contou com uma varredura completa da margem do córrego e da área por drones. A equipe encerrou as atividades por volta das 17h, devido as condições climáticas.

Fonte
www.correiobraziliense.com.br

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo