Política

Polícia apura fraude em folha de ponto, rachadinha e faz busca na CLDF

Alvo são servidores lotados no gabinete do deputado Daniel Donizet (PL). Eles são suspeitos de assinar folhas de ponto sem trabalhar

Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) e o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) fazem, na manhã desta terça-feira (14/12), buscas na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) para investigar servidores lotados no gabinete do deputado Daniel Donizet (PL) acusados de assinarem folhas de ponto e não trabalhar. Há também apuração em curso sobra prática de rachadinhas.

A operação foi deflagrada pela Delegacia de Repressão à Corrupção (Drcor/Decor) e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e recebeu o nome de Melinoe. Peritos criminais da Seção de Perícias de Informática (SPI) e Seção de Perícias de Crimes de Alta Tecnologia (Spcat) do Instituto de Criminalística (IC) também participam da ação.

A investigação teve início em 2019, após denunciantes informarem que alguns servidores do gabinete parlamentar não exerciam suas funções e repassavam parte de suas remunerações ao parlamentar por meio do chefe de gabinete.

Polícia encontra cerca de R$ 110 mil em operação contra fraude na CLDF

Fonte: Metrópoles

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo